Hortas Sociais para Idosos é Premiado em Fortaleza

O projeto Hortas Sociais que planta, cultiva, colhe e distribui hortaliças 100% naturais, com irrigação automatizada para idosos em situação de vulnerabilidade social foi ganhador do Prêmio Projeto Inovador 2017.

Por Oswaldo Scaliotti (*)

 

O projeto Hortas Sociais, da Coordenadoria de Idosos da Prefeitura Municipal, é campeão no Prêmio Projeto Inovador da Prefeitura de Fortaleza disputando com outras 42 iniciativas. O resultado da premiação foi divulgado recentemente (01/11) no auditório do Marina Park. Essa é a quinta edição da premiação, Prêmio Projeto Inovador, que reconhece alguns dos tantos projetos criativos e efetivos, desenvolvidos por servidores da Prefeitura de Fortaleza.

O Projeto Hortas Sociais foi idealizado pela Coordenadoria de Idosos no ano de 2014, faz parte de um projeto guarda chuva chamado Fortaleza Cidade Amiga do Idoso e representa a inclusão de famílias de idosos em situação de vulnerabilidade social através da segurança alimentar, complementação alimentar e orientações sobre agricultura familiar urbana.

O projeto tem custeio para insumos, equipamentos e mão de obra mantido pelo Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, por meio de incentivos fiscais (parceria público/privada). Nas três estufas localizadas no conjunto Ceará (2) e Granja Portugal (1), bairros de baixo IDH (também beneficiam famílias do Genibaú, Autran Nunes, Granja Lisboa e Bom Sucesso), são produzidas hortaliças (couve manteiga, alface, coentro, pimentinha de cheiro, tomate cereja, pimentão, maxixe) 100% naturais, com irrigação automatizada – por gotejamento e plantadas no sistema de vasos (fibra de coco estéril). Cada estufa tem 750 m².

Benefícios

Os vários benefícios do Hortas Sociais são notados na mudança das condições de vida das mais de 1.500 famílias de idosos beneficiados, considerando uma melhor qualidade de vida, orientações de hábitos alimentares saudáveis, manejo de plantio e colheita feitos pelos idosos.

Trata-se de um projeto com objetivo de promover a garantia de segurança alimentar, incentivo à agricultura familiar urbana e estímulo ao convívio social de famílias de idosos em situação de vulnerabilidade social, por meio da produção de hortaliças.

Toda a produção é doada às famílias de idosos carentes inscritas no projeto.

O idealizador do projeto Fortaleza Cidade Amiga do Idoso e Hortas Sociais, Sérgio Gomes, é membro da equipe da Coordenadoria de Idosos de Fortaleza. Ele declarou à imprensa nacional o seguinte: “A gente que faz política do idoso precisa ter equipe e eu dedico e devo esse prêmio a minha equipe; ao pessoal da Horta, ao pessoal dos outros projetos, ao Nuproce que faz a gestão do projeto Fortaleza Cidade Amiga do Idoso. E participar de uma competição onde a criatividade e a inovação e o gostar de fazer a coisa pública falam mais alto é muito gratificante. É por isso que eu entendo o projeto Hortas Sociais como uma tecnologia social. Nós temos que apostar em mais tecnologia social. E hoje posso dizer que as Hortas Sociais são uma realidade em Fortaleza e agora vamos para o estado”.

(*)Oswaldo Scaliotti – jornalista formado, MBA em Informações Econômicas e Financeiras pela FIA/BM&FBovespa e especialista em Assessoria em Comunicação pela Unifor. E-mail: osnjornalista@gmail.com

Fotos: Divulgação

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 350 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento