Desbravando o mundo virtual aos 80 anos

Depois de criar os filhos e acarinhar os netos, dona Áurea estava à beira de uma crise de depressão quando resolveu se matricular nas aulas de informática da Universidade Aberta à Terceira Idade. Sem sequer saber como se ligava um computador, aos poucos ela começou a desbravar e entender aquela máquina que tanto fascina as novas gerações. 

Agência Alagoas. Fotos: Gabriela Flores

 

desbravando-o-mundo-virtual-aos-80-anosGuerreira e sem medo de ser feliz. Assim é dona Áurea Oliveira que se constitui em exemplo de garra e determinação. Com 80 anos de vida, ela descobriu e provou que os limites se apresentam na vida para ser ultrapassados.

Depois de criar os filhos e acarinhar os netos, dona Áurea estava à beira de uma crise de depressão quando resolveu se matricular nas aulas de informática da Universidade Aberta à Terceira Idade (Uncisati), programa da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal).

desbravando-o-mundo-virtual-aos-80-anosSem sequer saber como se ligava um computador, dona Áurea aos poucos começou a desbravar e entender aquela máquina que tanto fascina as novas gerações. “Aos poucos aquele aparelho fascinante, porém totalmente desconhecido, começou a se tornar uma ferramenta para descobrir novos talentos”, diz a professora de informática da Uncisati, Vera Cavalcante.

Como prova de sua dedicação e de todo o fascínio que o mundo virtual provocou em dona Áurea, ela criou três blogues: aureaasantosespiritas.blogspot.com.br; com mensagens positivas e de religiosidade; aurea-musicasinesqueciveis.blogspot.com.br, que concentra músicas inesquecíveis e especiais e o aurea-trabalhosmanuais.blogspot.com.br onde ela revela seu talento para o artesanato.

Sem medo

desbravando-o-mundo-virtual-aos-80-anosAo se referir aos computadores, a aluna revela que na sua geração “as pessoas tinham medo dessas máquinas. Mas agora a coisa mudou, elas precisam aprender porque já virou uma necessidade. Ter um computador em casa hoje em dia é tão essencial como uma geladeira ou uma televisão”, explica.

Dona Áurea comenta que por intermédio do uso das redes sociais conversa com amigos e parentes. “Depois de concluir as tarefas domésticas me conecto no ‘face’ (Facebook) e também no whatsapp”, revela dona Áurea.

Além de muito bate-papo, a nossa internauta utiliza a rede também para ouvir música e conversar pelo skype. “Nunca estou só. É preciso que fique claro que não sou velha. Sou idosa”, completa a estudante de 80 anos.

Se considerarmos que o Facebook, por exemplo, fosse um país, seria o terceiro mais populoso do mundo e, se observarmos que o twitter, até 2018 terá uma média de 400 milhões de usuários fica evidente que, para interagir com outras pessoas, quem estiver ‘fora da rede’ ficará de fato limitado.

Segundo a professora de informática para pessoas da terceira idade, Vera Alves, “os idosos estão dando um novo perfil às redes sociais. Estar conectado passou a ser um elemento propulsor da qualidade de vida para as pessoas com mais de 50 anos”, afirmou a professora.

Agência Alagoas: Acesse Aqui, em 08/03/2015.

Nota da Redação Portal

Reproduzimos esta matéria por ela representar um retrato das velhices brasileiras. No entanto, apesar da inclusão cada vez maior dos idosos ao mundo da tecnologia, nos incomoda bastante continuarmos a ouvir frases, como a que proferiu dona Áurea: “É preciso que fique claro que não sou velha. Sou idosa”. O que essa frase indica? Que, apesar de vivenciar uma velhice bem diferente daquela que supostamente viveu a mãe de dona Áurea, ela continua reforçando a juventude como valor a ser vivido ao longo da existência, além de associar a palavra “velho” a doença, pessoa acamada, rabugenta, enfim, tudo que é coisa “ruim” e que leva à uma velhice negativada. As palavras velho e idoso indicam pessoas que vivem a fase da velhice, assim como falamos crianças para assinalar os seres que vivem a face da infância. “Acertar” as linguagens é importante para a construção da cultura da longevidade.

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 2436 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento