Atividades em grupo: instrumento de socialização para idosos do Grupo Vida Brasil

As ações desenvolvidas no Grupo Vida Brasil – Barueri (SP), promovem a valorização e a inclusão social dos idosos, oferecem garantias de um envelhecimento mais pleno, satisfatório e com respeito, potencializando um envelhecimento ativo, saudável e autônomo.

Lucilene da Silva Costa Cunha (*)

 

Sou assistente social e atualmente trabalho no Grupo Vida Brasil, em São Paulo. Farei um breve relato sobre a importância das atividades de socialização para idosos, cujos vínculos sociais ou familiares, comunitários, encontram-se fragilizados ou não, devido ao processo de envelhecimento.

Na ótica do serviço de convivência do Grupo Vida Brasil, destaca-se o processo de envelhecimento ativo, saudável e com qualidade de vida aos idosos e seus familiares, ampliando o acesso aos direitos e serviços socioassistenciais e setoriais, pautando-se nos interesses e demandas existentes da cidade de Barueri (SP). Tem como objetivo desenvolver a autonomia e a sociabilidade a partir do fortalecimento de vínculos familiares e do convívio comunitário, ao prevenir situações de vulnerabilidade, risco e violência sociais, que contribuam com situações de isolamento social.

Parte-se do princípio que é “É obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária” (Estatuto do Idoso, 2003, p. 9).

O Grupo Vida Brasil é uma entidade civil sem fins lucrativos que tem como missão “promover a defesa dos direitos e o exercício da cidadania do idoso, valorizando o envelhecimento e a qualidade de vida”. Fundado em 1997 e com sede em Barueri, SP, o Grupo Vida Brasil presta serviços gratuitos e de qualidade às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

O Grupo tem como objetivo “Desmistificar junto à comunidade os preconceitos relacionados ao envelhecimento, além de possibilitar aos idosos avanços quanto à percepção dos seus próprios direitos e deveres, elementos fundamentais para o exercício da cidadania”. E atua para ser referência nacional como entidade assistencial de excelência no atendimento ao idoso, multiplicando o conhecimento e sensibilizando a sociedade para a causa do envelhecimento.

Na atualidade, a Instituição conta com três projetos com foco na saúde física e mental, assistência social, lazer recreativo, cultural e esportivo, e ações socioeducativas.

Serviço Equilíbrio

Focaremos aqui no Serviço Equilíbrio que iniciou suas atividades em 2006 e visa contribuir para um processo de envelhecimento saudável e autônomo, fortalecendo os vínculos familiares e o convívio comunitário. São oferecidos gratuitamente para mais de 85 idosos, atendimento do Serviço Social e psicológico, palestras, rodas de conversa, passeios, aula de alfabetização, artesanato, inclusão digital e atendimento de fisioterapia, a fim de desenvolver o equilíbrio e prevenir a incidência de quedas.

Num primeiro momento os idosos preenchem uma ficha de solicitação para inserção no Serviço, em seguida é realizado o contato para o atendimento em grupo com assistente social e psicóloga para apresentação do Serviço, do espaço físico e das atividades desenvolvidas.

Ao dar início nas atividades é trabalhado a importância da assiduidade e compromisso, evitar o isolamento social, melhorar a qualidade de vida. Além disso é esclarecido ao idoso que um dos objetivos que é desmistificar preconceitos arraigados de velhice, de que esta não serve para mais nada. Pelo contrário, há um incentivo para o protagonismo do idoso e o empoderamento do seu espaço de direito.

O idoso é acompanhado em sua atividade escolhida, sendo assim, são realizados atendimentos individuais em que os idosos são incentivados a participar de eventos, festas e passeios.

Na ótica atualizada sobre a concepção de velhice como etapa particular do ciclo de vida e sujeita a limites e possibilidades, enxergamos potencialidades nos idosos (não como “velhos inúteis”), independente do grau de dificuldades particulares que possam apresentar. O idoso tem o direito de sentir-se bem e importante no ambiente em que estiver inserido.

É importante destacar que a família, sem dúvida, é uma fonte importante de apoio ao idoso, uma vez que os vínculos afetivos encontram-se fortalecidos. No entanto, se estes vínculos estiverem rompidos por diversos motivos, a família passa a ser acompanhada pelo serviço social da instituição.

Os atendimentos aos familiares ocorrem em grupo com o objetivo de acolher, fortalecer, cultivar os vínculos e aproximá-los do Serviço, especialmente aos que participaram dos seguintes eventos: festas, passeios e Manhã dos Aniversariantes do mês. Quando há demanda são realizados os atendimentos individuais para os familiares.

Atividade em grupo

A participação em grupo como instrumento de socialização para os idosos sofre um impacto positivo, uma vez que estes precisam estar inseridos em um grupo social que lhe proporcione desenvolver suas potencialidades, fortalecimento de vínculos comunitários e amizade.

De modo geral as atividades em grupo permitem diversos encontros, entre eles os intergeracionais, que são realizados trimestralmente e têm como objetivo favorecer o desenvolvimento de atividades intergeracionais, propiciando trocas de experiências e vivências, fortalecendo o respeito a si próprio e aos outros, a solidariedade e os vínculos familiares e comunitários. A iniciativa contribui para um processo de envelhecimento ativo, saudável, autônomo e comunitário.

Palestras

As diversas palestras são ministradas com o objetivo de oportunizar o acesso às informações sobre o universo da terceira idade, direitos, participação cidadã, estimulando o desenvolvimento do protagonismo dos usuários. Estas ações visam a melhora da qualidade de vida, o bem-estar físico, social e emocional dos indivíduos do serviço.

Visitas domiciliares

As visitas domiciliares têm como objetivo aproximar a pessoa idosa e sua família à equipe técnica, a fim esta poder acompanhar os vínculos familiares, saber o estado de saúde, investigar o motivo das ausências, observar riscos de quedas na residência e identificar demandas biopsicossociais. A visita domiciliar é instrumento que facilita o processo de acompanhamento dos idosos.

Passeios

Os passeios são realizados de acordo com a escolha dos idosos, sendo Parques, Pesqueiros ou Zoológicos para experimentar outras atividades. Além disso, a convivência em grupo fortalece o cultivo das amizades e o rico contato com a natureza ou animais.

Conclui-se que as ações desenvolvidas no Grupo Vida Brasil – Barueri, promovem a valorização e a inclusão social dos idosos, oferecem garantias de um envelhecimento mais pleno, satisfatório e com respeito, sobretudo, potencializando um envelhecimento ativo, saudável e autônomo. Por fim, contribui para o desenvolvimento do protagonismo.

(*) Lucilene da Silva Costa Cunha – Assistente Social. Reflexão realizada no curso Fragilidade na Velhice: Gerontologia Social e Atendimento, promovido pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – Campus Vila Mariana, no primeiro semestre de 2017. E-mail: lucilene.silvacosta@yahoo.com.br.

Fotos: reprodução do Grupo Vida Brasil.

 

Portal do Envelhecimento

Portal do Envelhecimento

Redação Portal do Envelhecimento

portal-do-envelhecimento escreveu 326 postsVeja todos os posts de portal-do-envelhecimento